• Nous Kardia Consultoria

O que muda na Conferência Municipal de Assistência Social de 2021?


A pandemia da covid-19 afetou todas as nossas formas de agir e nos comportar na maioria dos ambientes cotidianos que frequentamos. A importância do distanciamento social para garantir a segurança de todos contra a transmissão do coronavírus mudou as configurações do mundo, do trabalho, nas salas de aula e nas formas de participação social em todas as áreas das políticas públicas. Vivemos um momento de adaptação a novas ferramentas de comunicação social, que passam a aproximar as pessoas que agora precisam se manter distantes fisicamente. Por isso, é muito importante que o controle social exercido pela cidadania brasileira se aproprie de novas ferramentas e tecnologias que favoreçam a ampliação da participação social na consolidação da agenda pública, no desenho das políticas públicas, e no monitoramento e avaliação das ações governamentais das mais variadas temáticas urbanas.


Com todos esses desafios você deve estar se perguntando como fazer a conferência e como será a conferência em sua cidade.


Como recomendação aos Conselhos Municipais de Assistência Social, o Conselho Nacional de Assistência Social e o Conselho Estadual de Assistência Social de Minas Gerais orientam que o processo conferencial nos municípios se atenha aos protocolos sanitários de segurança contra a transmissão do novo coronavírus. Por isso, os formatos digitais ou híbridos poderão ser executados na construção das conferências. A estrutura das Conferências Municipais de Assistência Social permanece com as mesmas etapas:

  • Abertura com uma palestra magna sobre o tema central das conferências;

  • Grupos de trabalhos que debaterão os 5 eixos temáticos essenciais para o entendimento dos principais desafios a serem enfrentados no desenho das políticas públicas de Assistência Social que serão incorporadas ao II Plano Decenal da Assistência Social (2016-2026) e ao Plano Plurianual de Assistência Social;

  • Sistematização e aprovação das propostas definidas nos 5 grupos de trabalho;

  • Eleição dos delegados que representarão o município na etapa Estadual da Conferência de Assistência Social.

As mudanças na conferência se apresentam na forma e no ambiente de execução das atividades, sendo neste ano uma Conferência 100% online.


Para auxiliar o seu município a fazer a Conferência, a Nous Kardia elaborou uma plataforma que agrega todo o material necessário para execução de cada uma das etapas. Os participantes poderão num só lugar: cadastrar suas informações, ter acesso às cartilhas normativas, aos vídeos orientadores, encaminhar suas propostas relacionadas a cada eixo temático, acessar as salas de debate dos grupos temáticos e aprovar todas as principais ações que o seu município deverá desempenhar para garantir que o Sistema Único de Assistência Social se fortaleça e execute de maneira efetiva as ofertas dos serviços sociais necessários às reais demandas de toda a população brasileira.

Para garantir toda acessibilidade e tecnologia que a Nous Kardia elaborou para o seu município é fundamental uma ampla divulgação e mobilização desta etapa tão importante para consolidação das políticas públicas de assistência social em cada cidade do Brasil. A importância da Conferência e a construção de saídas para a diminuição da desigualdade social está na participação de todos.


Quer saber mais como podemos auxiliar seu conselho na realização da Conferência em seu Município? Entre em contato conosco!